Ações de Educomunicação em Doenças Raras

Apresentação: as Ações de Educomunicação em Doenças Raras visam auxiliar os profissionais da saúde frente ao manejo inicial do paciente com doença rara, desde a triagem, encaminhamento ao especialista em genética médica, internação, passando pelo reconhecimento da definição do perfil da patologia, até a orientação familiar para o aconselhamento genético especializado propriamente dito, de forma que a família seja acolhida e esclarecida em cada etapa do processo.

Objetivo do Curso: 

Geral:  Orientar profissionais da saúde, contribuindo para o diagnóstico precoce da doença rara.

Específico:

– Entender a importância da identificação de uma doença rara;
– Informar sobre exames complementares fundamentais para o diagnóstico da doença rara;
– Informar sobre os encaminhamentos do paciente para as próximas etapas de acompanhamento e aconselhamento genético.

Carga horária: 5 horas

Tipo: autoinstrucional

Público Alvo: profissionais de saúde que atuam em todos os serviços de saúde, seja na Atenção Primária, Secundária ou Terciária, que tenham como porta de entrada pacientes com doenças raras, além de profissionais de outras áreas como educadores, professores, juristas, etc.

Ementa: esta ação apresenta conteúdos relacionados à temática introdutória de doenças raras. Neste módulo inicial, serão abordados os seguintes assuntos: papel da Atenção Primária no diagnóstico da doença rara, além de introdução em: Erros Inatos do Metabolismo, Anomalias Congênitas, Deficiência Intelectual, Teste do Pezinho, Deficiência de Biotinidase, Alteração cromossômica submicroscópica, Cromossomopatias e Síndrome Dismórfica. Além disso, haverá discussão de casos clínicos práticos. Observação: o caso 1 será tratado no módulo referente ao teste do pezinho, e o caso 2, não mencionado nesta primeira etapa, será lançado posteriormente em cursos de aprofundamento sobre triagem neonatal.

Turma: 1/2021

Período de matrícula: 31/08/2021 – 30/11/2021 Período de realização: 31/08/2021 – 31/12/2021